RAZÕES DE AMOR



                      victor Bauer

 Gosto de ti desesperadamente: 
dos teus cabelos de tarde onde mergulho o rosto, 
dos teus olhos de remanso onde me morro e descanso; 
dos teus seios de ambrósias, brancos manjares 
trementes com dois vermelhos morangos para as minhas alegrias; 
de teu ventre - uma enseada - porto sem cais e sem mar - 
branca areia à espera da onda que em vaivém vai se espraiar; 
de teu quadris, instrumento de tantas curvas, convexo, 
de tuas coxas que lembram as brancas asas do sexo; 
- do teu corpo só de alvuras - das infinitas ternuras de tuas mãos, 
que são ninhos de aconchegos e carinhos, mãos angorás, 
que parecem que só de carícias tecem esses desejos da gente... 
                                                           Alex Almany
Gosto de ti desesperadamente; 
Gosto de ti, toda, inteira nua, nua, bela, 
bela, dos teus cabelos de tarde aos teus pés de Cinderela,
(há dois pássaros inquietos em teus pequeninos pés) 
- gosto de ti, feiticeira, tal como tu és...

JG de Araujo Jorge
"O casal perfeito não é aquele que nunca tem problemas, mas sim aquele que apesar dos obstáculos sempre permanece juntos.”

5 comentários:

  1. Que poesías más llenas de roamtisimo Arlete querida !!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Arlete por suas visitas ao meu blog!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  3. Muito linda a poesia! beijos,ótimo dia!chica

    ResponderExcluir
  4. Acertou em cheio: como adoro esse poeta! bjs,

    ResponderExcluir
  5. Que bela poesia!!

    bjim e ótimo final de semana,

    Lígia e =^.^=

    ResponderExcluir